Como ser Instrutor de Pilates

Atualmente, a procura pela modalidade de Pilates tem vindo a aumentar, pode mesmo dizer-se que é um mercado em ascensão. Se tens alguma dúvida, é fácil perceber porquê, enumeramos algumas razões:

  • A sua prática é indicada para crianças, jovens, adultos e idosos.
  • O método é indicado tanto para indivíduos saudáveis, quanto para populações especiais.
  • O Pilates é um dos métodos de treino mais versáteis do mundo. A sua versatilidade traduz-se numa ampla possibilidade de adaptação, para atender os objetivos e necessidades individuais de cada cliente e/ou paciente.
  • A prescrição de exercícios do método é individualizada, mesmo nas aulas em
    grupo, respeitando as particularidades e limitações de cada.

Este artigo tem como objetivo ajudar-te a perceberes o que é necessário para seres Instrutor(a) de Pilates. Não te deves esquecer que um Instrutor de Pilates vai trabalhar diretamente com a saúde das pessoas, pelo que existem algumas regras que deves respeitar e como tal, existem alguns pré-requisitos que deves possuir antes de entrares no mercado.

O que é que faz um Instrutor de Pilates?

Como ser Instrutor de Pilates Dicas CEFAD photo-01

O Instrutor de Pilates é um profissional que utiliza o método desenvolvido pelo Joseph Pilates.

Joseph Pilates criou o método de Pilates baseando-se em 6 princípios (concentração, centralização, fluidez, respiração, precisão e controle – se queres saber mais, lê o artigo completo sobre Método de Pilates).

Tendo em conta estas bases, o instrutor de Pilates deverá aplicá-los de acordo com os diversos objetivos, seja condicionamento físico, reabilitação, prevenção de lesões, flexibilidade, entre outros.

O profissional de Pilates deve ser capaz de perceber os objetivos dos seus alunos e criar sequências de movimentos para atingir essas metas.

Se o teu objetivo é seres Instrutor de Pilates, deves ter em conta que é necessário investir numa formação que para além de te dar todas as bases necessárias, também deve estimular o teu pensamento crítico. O profissional de Pilates vai trabalhar com a eficiência do movimento e é fundamental auxiliar e orientar o aluno para que execute os exercícios da forma correta.

Também é necessário ter em mente que nas aulas de Pilates pode haver diferentes tipos de públicos, pelo que deves estar preparado para adaptar as tuas aulas a crianças, idosos, grávidas, pessoas com algum tipo de problema de saúde. Desta forma, é necessário compromisso e responsabilidade da tua parte, pelo que uma formação com qualidade e relevante, fará a diferença no tipo de profissional que te tornarás.

Instrutor de Pilates - onde pode trabalhar?

Tal como mencionamos em cima, o campo de atuação de um profissional de Pilates é bastante amplo. Desta forma pode trabalhar:

  • Estúdios de Pilates

  • Ginásios e Healthclubs

  • Clínicas, centros de saúde

  • Espaços fitness

É possível abrires o teu próprio espaço, sendo uma forma de seres empreendedor(a) e conquistares a tua independência ou em alternativa, investir num espaço pequeno para oferecer aulas de Pilates Matwork, modalidade de exercícios no solo, que dispensa o uso de equipamentos grandes. No Pilates Matwork o profissional apenas precisa de pequenos objetos (podes ter interesse no artigo Pilates com Máquinas ou no Tapete).

Antes de seres um Instrutor de Pilates, precisas…

Como ser Instrutor Pilates Dicas CEFAD photo-01

Para o profissional atuar como instrutor de Pilates é necessário ter um Curso de Pilates.

No entanto, é fundamental que a pessoa tenha conhecimentos prévios em alguns temas da área de saúde, como a ciência do movimento, anatomia humana e afins.

Desta forma, antes de Iniciares a tua Carreira como Instrutor de Pilates precisas de ter o Curso certo, é uma profissão com uma grande responsabilidade pelo que deves investir bem na tua formação.

É importante fazeres um curso que te forneça todas as bases necessárias, a nível teórico, mas com uma forte componente prática, para que consigas consolidar conhecimentos.

Também deves perceber com que tipo de Pilates queres trabalhar, apenas com pequenos objetos ou com grandes equipamentos?

Como ser um Instrutor de Pilates bem-sucedido

Agora que já sabes o que é necessário para seres um Instrutor de Pilates, partilhamos algumas dicas que te podem ajudar a entrar na profissão com o pé direito.

O importante é estruturares o teu trabalho com foco na qualidade.

Partilhamos 5 Dicas que te podem ajudar nesta fase inicial.

1. Formação Constante

O conhecimento não tem limites, portanto, procura sempre mais, ou seja, a tua formação deve ser contínua.

Procura cursos de atualização, especializa-te. Participa em workshops, masterclasses. Nunca te consideres um profissional completo, podes sempre aprender um pouco mais.

2. Foca Sempre no Objetivo de Cada Aluno

Sempre que tiveres um novo aluno, tenta perceber quais são as suas necessidades e os seus interesses. Quando criares a rotina de treinos, foca-te nos resultados que aqueles exercícios podem oferecer.

Alguns movimentos do Pilates possuem uma estética belíssima, outros são bem complexos, mas nunca percas de vista que o importante é atingir os objetivos que o teu cliente procura, respeitando sempre as suas limitações.

3. Observa os teus Alunos Durante a Execução dos Movimentos

Numa fase inicial podes ter a tentação de ter uma turma demasiado grande para rentabilizar mais, no entanto, deves ter cuidado, o ideal é ter uma quantidade de alunos que te permita dar a atenção a todos.

 Um movimento mal-executado pode causar dor e desconforto. Obviamente, essa não é a intenção de um aluno que procura aulas de Pilates. Por isso, observa os teus alunos e corrige as suas posturas erradas.

Desta forma vais criando uma relação de confiança com os teus alunos.

4. Treina os Alunos de Forma que estes Evoluam no Método

Instrutor Pilates Dicas CEFAD photo-01

Os movimentos do Pilates são progressivos, ou seja, possuem níveis de dificuldade.

Portanto, treina os teus alunos para que estes consigam perceber a sua própria evolução.

É fundamental que identifiques o nível de cada aluno, uns começam numa fase mais inicial outros já possuem algum controlo sobre o seu corpo, desta forma vais aplicar os exercícios certos e com a dificuldade certa para cada aluno.  

As aulas de Pilates precisam ser estimulantes e desafiadoras (também é uma forma de diminuir a taxa de desistência).

5. Sê Criativo

Quando se fala de Pilates sabemos que é uma modalidade que oferece inúmeras possibilidades. Portanto, estuda os movimentos, cria rotinas de exercícios que provoquem e motivem os teus alunos.

Cada aluno precisa ser estimulado de uma forma diferente, procura entender o que o empolga e oferece uma aula à altura.

Explora o método, conquista e estimula os teus alunos, no Pilates, a fidelização é fundamental, pensa nisso.

Gostaste deste artigo? Partilha com os teus amigos :

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Centro Formação CEFAD
Centro Formação CEFAD

1 comentário sobre “Como ser Instrutor de Pilates”

Comments are closed.

Índice
Blog Posts em Destaque
Linguagem um Elemento Transformador Dicas CEFAD photo

A linguagem como elemento transformador

A linguagem é um elemento poderoso que molda a forma como olhamos o mundo ao nosso redor. Ela deve ser pensada como um lugar de interação, de constituição de identidades, de representação de papeis, de negociação de sentidos e encarada não só como forma de representação do mundo, mas essencialmente, como forma de interação social.

Conversas de ginásio: A gíria ginasiana

Conversas de ginásio: A gíria ginasiana

O profissional do fitness é um caso paradigmático do uso da gíria. Também ele tem vindo a contribuir para o enriquecimento lexical da língua portuguesa com palavras e expressões que atestam a singularidade da linguagem ginasiana (chamemos-lhe assim). Língua viva A língua é como um músculo, precisa de estar em constante movimento ou então esmorece,

Leijon ME, Faskunger J, Bendtsen P, Festin K, Nilsen P. Quem não adere às recomendações de atividade física e por quê?. Cuidados de Saúde. 2011;29(4):234-40. - Clark, M.A. & Luccet, S.C. NASM essentials of corrective exercise training. 2011 - Conceito Atuais em Alongamento Muscular para Exercício e Reabilitação. Jornal Internacional de Fisioterapia Desportiva. 2012;7(1):109-119.

Reabilitação Muscular da Coluna Vertebral nos Desvios Posturais e Dor de Costas

Existem dois tipos de pessoas: As que têm dores de costas e…… ….as que vão ter dores de costas!! Segundo a Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral, 7 em cada 10 portugueses sofrem ou já sofreram de dores nas costas. 80% das lombalgias são de origem mecânica e uma grande percentagem deve-se a razões

Scroll to Top