Cinta para Treinar: Sim ou Não?

Stretching Funcional Dicas CEFAD

Se frequentas o ginásio, já deves ter visto aquela pessoa que mal entra na sala de musculação, coloca logo o cinto porque assim “evita lesões”.

Será mesmo verdade?

A cinta para treinar é ideal se o objetivo é manter a postura adequada enquanto treinas, ajudando a conseguir resultados de uma forma mais eficaz e segura.

A utilização dos cintos para fazer desporto acarreta algumas vantagens, uma vez que ajudam a moldar a silhueta, manter a cintura no seu sítio e a melhorar a execução dos teus movimentos ao treinar. Contudo, a sua utilização continuada para treinar, será adequada?

Cintas Lombares: para que servem?

A cinta para treinar protege zonas chave do corpo no momento em executas os movimentos e serve em diversos aspetos, tais como:

  • Dá apoio às costas e permite manter o abdómen firme.
  • Obriga a manter uma postura correta ao carregar peso sem tanto impacto para a coluna vertebral.
  • Comprime áreas suscetíveis durante o treino.
  • Resguarda a área lombar e abdominal.
  • Confere maior segurança, sobretudo no caso de se treinar logo depois de uma lesão ou cirurgia.

As cintas lombares foram criadas com o objetivo de imobilizar parcialmente a coluna lombar, permitindo a diminuição do movimento do tronco. Contudo não eliminam por completo nem reduzem a carga sobre a coluna.

Existem benefícios ao utilizar as Cintas Lombares no treino?

A resposta é simples, utilizar cinta para treinar pode ser benéfico desde que saibas quais são os exercícios nos quais existe essa necessidade e os faças de forma adequada para tal fim.

Na realidade, a cinta lombar pode contribuir para potenciar o teu trabalho no treino, no entanto, não será necessária para todos os exercícios que tenhas que realizar.

Por exemplo, será ideal para os exercícios de tração que sejam de um levantamento de peso importante, já que dão suporte à zona lombar.

Como é de conhecimento geral, os problemas lombares são muito frequentes entre os praticantes de desporto, especialmente entre aqueles que trabalham a cintura, a força e levam a cabo sessões de musculação.

Nesse caso, é recomendável combinar exercícios que fortaleçam a musculatura da zona com o uso de cintas lombares.

Se praticares peso morto ou agachamentos com peso nas costas, a cinta lombar será uma excelente opção.

Cinta Lombar: Conselhos de utilização

A cinta lombar também é indispensável em desportos como o halterofilismo ou o lançamento do dardo e a sua aplicação para treinar em outras disciplinas desportivas pode melhorar o rendimento e precaver lesões.

Deixamos aqui alguns conselhos úteis na altura de treinar, dependendo da tua situação:

Icone Check Blog Dicas CEFAD Coloca uma cinta lombar rígida no caso de precisares de corrigir alguma lesão nas costas que te enfada.

Icone Check Blog Dicas CEFAD Utiliza a cinta lombar semirrígida se a indisposição é devida a uma hérnia muscular.

Icone Check Blog Dicas CEFAD Usa cinta lombar mais flexível com o objetivo de precaver lesões ou simplesmente amparar o exercício.

Sabias que as cintas de neopreno são extraordinárias? Trata-se de um material que, além de ser elástico, é também transpirável e permite conservar o calor na zona abdominal, ativando a transpiração. Não te esqueças que, com essa transpiração vais perder líquidos.

Existe ainda um facto importante que não podemos deixar de referir, a cinta que colocares deve ajustar-se impecavelmente ao teu corpo, seja com velcro ou outro, jamais com ganchos ou molas que possam aleijar-te ao treinar.

Tipos de Cinta a utilizar

Existe no mercado uma enorme oferta de cintas para treinar, quando fores escolher a tua, deves comprar a que te ofereça mais e melhores benefícios. 

Desta forma, achamos importante deixar algumas das opções que podes considerar:

1. Tecnomed: cinta redutora

  • Feita com Powernet
  • Apresenta faixas elásticas com maior cobertura inferior das costas e ajuda a evitar lesões nas costas
  • Ajuda a reduzir centímetros a modelar a cintura
  • Melhora a postura nas costas

É ideal para levantar pesos no ginásio.

2. Tagefa: cinta de duplo efeito

  • Elaborada em material de neopreno, a cinta tem boa elasticidade e resistência.
  • O seu desenho com contornos permite que se ajuste comodamente em redor da tua cintura.
  • Com ela vais dar apoio às tuas costas e ancas.

Podes usá-la enquanto corres, treinas, danças ou descansas.

3. Abahub: cinta com efeito sauna

  • A cinta é feita em neopreno de alta qualidade para dar um isolamento térmico que minimiza o deslizamento.
  • Permite que o corpo consuma mais calorias para alcançar a perda de peso

É muito prática em todos os exercícios.

4. Ann Chery: com elevado nível de compressão

Confecionada em látex, com um forro metálico na capa exterior e um forro de algodão no interior para oferecer frescura e comodidade.

Este tipo de cinta é perfeito para executar exercícios de cardio muito intensos, mas recorda-te de que cada pessoa tem que adotar a cinta à sua situação pessoal.

Conseguir o corpo que desejas exige perseverança na realização de exercícios juntamente com uma alimentação equilibrada.

Utilizar a cinta não vai fazer com que emagreças, para perder peso precisas queimar calorias e ter o teu corpo em défice calórico, e isso consegue-se com um plano adequado de exercícios, com uma dieta equilibrada e correta, e claro, com uma orientação de um profissional.

Ao colocar a cinta para treinar vais suar nessa zona do abdómen, o que te vai possibilitar eliminar toxinas, mas não queimar gorduras.

Conclusão

As cintas lombares foram concebidas com o objetivo de imobilizar parcialmente a coluna lombar, permitindo a diminuição do movimento do tronco. Contudo, não eliminam por completo nem reduzem a carga sobre a coluna.

Durante a prática desportiva, se estiveres a executar mal os movimentos existe uma grande probabilidade de lesão, pois toda a zona responsável pela estabilização da coluna está imobilizada e inativa. Pelo que é extremamente importante consultares um profissional devidamente qualificado que te ajude a programar exercícios adequados.

E lembra-te que:

Icone Check Blog Dicas CEFAD Utilizar a cinta apenas durante a atividade de levantamento e movimentação manual do peso/carga;

Icone Check Blog Dicas CEFAD A cinta lombar não garante mais força para levantar um peso;

Icone Check Blog Dicas CEFAD Se executares mal o movimento e se te lesionares enquanto utilizas uma cinta, provavelmente a lesão será mais grave

Se tens alguma dor lombar persistente, poderás, por exemplo, optar pelo reforço da coluna através do Pilates Clínico, que te irá oferecer uma perspetiva mais duradoura ao nível das melhorias.

O Pilates é um dos métodos amplamente utilizados em pessoas com lombalgia. Esta prática permite o restabelecimento da função dos músculos envolvidos na estabilidade lombopélvica, ou seja, nos músculos transverso abdominal, multífidos, diafragma e pavimento pélvico.

Bibliografia:

  • Paolucci, T., Attanasi, C., Cecchini, W., Marazzi, A., Capobianco, S., & Santilli, V. (2018). Chronic low back pain and postural rehabilitation exercise: a literature review. Journal of Pain ResearchSaber
  • Boucher, J.-A., Roy , N., Preuss, R., & Larivière, C. (2017). The effect of two lumbar belt designs on trunk repositioning sense in people with and without low back pain;
  • Kawchuk, G., Edgecombe, T., Lok Wong, A., Cojocaru, A., & Prasad, N. (2015). A non-randomized clinical trial to assess the impact of nonrigid, inelastic corsets on spine function in low back pain participants and asymptomatic controls. The Spinal Journal

Gostaste deste artigo? Partilha com os teus amigos :

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Centro Formação CEFAD
Centro Formação CEFAD

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Índice
Blog Posts em Destaque
Dicas CEFAD a osteopatia photo

A Osteopatia

Ao sentir-se dores do corpo causadas por problemas nas articulações, ossos e músculos, a primeira solução que se procura, muitas vezes, é a toma de medicamentos ou a realização de cirurgias. No entanto, existem opções de tratamento menos invasivas, como a Osteopatia. Em consulta, o profissional deve avaliar a situação do paciente por meio do

Dicas CEFAD Massagem Transversal-

Massagem Transversal Profundas e as Tendinopatias

Uma tendinopatia, ou também por muitos conhecida por tendinite, é uma lesão no tendão, geralmente por estar sujeito a uma grande carga mecânica, caraterizada pela dor, edema e por vezes presença de inflamação. É uma lesão prevalente em todas as idades e géneros, contudo é mais comum em pessoas ativas e, principalmente, atletas. O excesso

Exercise in Health and Illness Dicas CEFAD-01

Exercício Físico na Saúde e na Doença

A expressão “na saúde e na doença” aplica-se normalmente noutro contexto, mas pode-se muito bem aplicar ao exercício físico, por ser uma ferramenta poderosa na prevenção e promoção da saúde, bem como coadjuvante terapêutico numa série de condições clínicas. A evidência científica é inquestionável. Ao longo do artigo pretendo alertar para a pandemia da inatividade

Scroll to Top