Benefícios da Massagem

Hoje em dia, as massagens são cada vez mais exploradas. Existem grandes organizações que incorporam as massagens nos seus pacotes de incentivos, inclusive no próprio local de trabalho.

Neste artigo vamos explorar as vantagens associadas à massagem e também algumas contraindicações.

Dicas CEFAD Benefícios da Massagem

Massagem é uma palavra com origem no francês massage, e que significa o processo de “amassamento” que se executa nos músculos, mediante uma técnica.

O principal objetivo, independentemente da técnica, é a promoção do bem-estar do indivíduo.

O que é a massagem?

É a prática de aplicar força ou vibração sobre tecidos macios do corpo, incluindo músculos, tendões, ligamentos e articulações, com o objetivo de estimular a circulação, a mobilidade, a elasticidade. Também é aplicada para aliviar determinadas dores corporais.

Pode ser aplicada no corpo todo ou apenas em algumas partes do corpo, para curar traumas físicos, aliviar o stress psicológico, controlar a dor, melhorar a circulação e aliviar tensão.

Hoje em dia existem vários tipos de massagem, cada uma aplicada para um efeito específico. Desde massagens drenantes, de rejuvenescimento localizado, massagem para bebés, etc. 

Todavia, apesar de haverem muitos tipos de massagem, existem dois grupos que se destacam:

  • Massagens com óleos 
  • Massagens “secas”.

Efeitos Terapêuticos da Massagem

Os efeitos da massagem dividem-se em mecânicos, fisiológicos e psicológicos.

  • Efeitos Mecânicos

Os efeitos mecânicos surgem através dos movimentos de compressão, tração, estiramento, pressão e fricção.

A massagem produz a estimulação mecânica dos tecidos através de uma pressão e estiramento ritmicamente aplicados. A pressão comprime os tecidos moles e distorce as redes de recetores nas terminações nervosas. 

  • Efeitos Fisiológicos

A manipulação da pele e dos tecidos subjacentes exercem um efeito considerável no fluxo sanguíneo e linfático nos tecidos tratados.

Enunciamos alguns efeitos fisiológicos que surgem:

  • Aumento da circulação sanguínea e linfática;

  • Aumento do fluxo de nutrientes;

  • Remoção dos produtos catabólicos e metabólicos;

  • Estimulação do processo de cicatrização;

  • Resolução do edema e hematomas crónicos;

  • Alívio da dor;

  • Aumento dos movimentos das articulações;

  • Melhoramento da atividade muscular;

  • Remoção das secreções pulmonares;

  • Estímulo sexual;

  • Promoção do relaxamento local e geral.

É importante referir que quase todas as pessoas acham que os tratamentos por massagem são extremamente relaxantes.

Este conceito de relaxamento não é só físico, é também psicológico.

Para que os músculos relaxem, o indivíduo deve ser capaz de minimizar o impulso cortical que transita pelos neurónios motores espinhais relevantes.

Isto exige um esforço consciente para relaxar. A razão pela qual algumas pessoas acham muito difícil relaxar o corpo pode ser uma incapacidade de relaxar psicologicamente.

  • Efeitos Psicológicos

Dos efeitos Psicológicos, podemos destacar:

  • Relaxamento físico;

  • Alívio da ansiedade e stress;

  • Alívio da dor;

  • Sensação geral de bem-estar e conforto;

  • Estímulo sexual;

  • Estimulação da atividade física.

Algumas técnicas de massagem são bastante estimulantes, produzindo uma forte sensação de revigoramento. 

Muitas dessas técnicas mostram-se úteis no mundo do desporto e deram origem ao conceito de Massagem Desportiva (explora o artigo “Diferença entre Massagem Desportiva e Relaxante”).

A massagem não aumenta diretamente a força do músculo, mas serve como meio para alcançar este objetivo. Teoricamente, a massagem torna possível praticar mais exercício, o que, por sua vez, aumenta a força e resistência musculares.

Contraindicações da Massagem

Uma sessão de massagem deve começar pela pré-avaliação do cliente, isto é, deve ser feito uma investigação sobre o seu historial de saúde.

Esta avaliação é essencial para que o terapeuta atue de forma adequada, adaptando o tipo de massagem ao seu cliente.

Em alguns casos a massagem não é totalmente contraindicada. O terapeuta deverá avaliar os prós e contras e diante da avaliação, decidirá qual será a melhor conduta.

A massagem não é indicada para mulheres grávidas antes dos 3 meses de gestação. Depois do 3º mês, poderá realizar algumas técnicas para diminuir possíveis dores nas costas e inchaços devido ?gravidez.

Em casos de hipertensão arterial, a massagem pode ser realizada com manobras mais lentas para não estimular demasiado a circulação e correr o risco de agravar a situação.

No caso de doenças de pele ou hematomas, o terapeuta, depois da devida avaliação, poderá realizar a massagem em todo o corpo exceto na região onde há a enfermidade.

Em suma, é extremamente importante que todas as sessões de massagem sejam realizadas por um profissional qualificado e que tenha conhecimento em anatomia e patologia para que este conheça as contraindicações da massagem e possa orientar o cliente sobre o melhor tratamento terapêutico.

Dica Extra: Sabias que uma massagem aos pés (combinada com terapia cognitivo comportamental) contribui para reduzir os níveis de stress em mulheres de meia idade? A conclusão é de uma pesquisa de investigadores sul-coreanos.

Scroll to Top